Como ter uma gestão de operações e logística eficiente na sua transportadora?

gestão de operações e logística

Como ter uma gestão de operações e logística eficiente na sua transportadora?

A eficiência nos processos de uma transportadora depende da forma como a gestão de operações e logística é realizada. Saber como utilizar recursos, como mão de obra, dinheiro e tempo é importante para cumprir prazos e atender a todas as demandas que o segmento de transporte exige.

 

A redução de custos e o aumento dos lucros são reflexos desta estratégia. Além disso, ela proporciona uma abordagem autossustentável para o seu negócio, já que incentiva o consumo consciente de combustíveis e o uso inteligente dos espaços em um Centro de Distribuição destinados ao armazenamento de mercadorias.

 

A forma como a organização se apresenta ao mercado precisa ser muito mais competitiva e alinhada às exigências que o seu segmento impõe. Neste artigo vamos trazer dicas e um passo a passo sobre a gestão de operações e logística para sua transportadora. Confira!

 

Descubra o que é a gestão de operações e logística

 

A gestão de operações e logística envolve a produção de bens, a manutenção dos equipamentos e veículos, as compras, o compromisso com os prazos de entrega, o transporte e todas as pessoas envolvidas em cada um destes processos.

 

Em uma transportadora, esta estratégia é importante para manter a eficiência e rapidez exigidas na produção das mercadorias. Além disso, garante que as entregas sejam feitas dentro do prazo planejado, mantendo a integridade das cargas.

 

Entenda a importância do planejamento logístico

 

Para tornar a logística do transporte de carga ainda mais eficiente, o planejamento logístico é fundamental. Com essa medida é possível otimizar as operações de armazenagem, distribuição e entrega de matérias-primas e produtos acabados, alcançando resultados ainda melhores.

 

Contar com uma gestão de operações e logística prepara os colaboradores para enfrentar os principais gargalos logísticos, como:

 

  • Altos gastos com transporte e operações;
  • Mão de obra qualificada;
  • Falta de integração entre parceiros;
  • Qualidade das rodovias brasileiras e restrições de circulação em algumas cidades, entre outros.

 

Além disso, o planejamento logístico inclui um pensamento que analisa a realidade do mercado e todas as suas etapas, buscando a melhoria contínua em cada passo.

 

Confira o passo a passo da gestão de operações e logística

 

Com o intuito de atender as exigências do mercado e manterem-se competitivas, as transportadoras precisam aplicar a gestão de operação e logística com o intuito de prever erros e algumas dificuldades que possam surgir no decorrer das operações.

 

Entretanto, aperfeiçoar cada etapa depende de uma série de ações que falaremos a seguir. Confira o que é recomendado em cada passo do planejamento:

 

  1. Estabeleça objetivos realistas – Mesmo que pareça óbvio, é melhor começar o planejamento com objetivos que levem em consideração as condições reais para começar os trabalhos na medida certa.
  2. Reúna a melhor equipe e divida responsabilidades – Sempre é bom lembrar que um bom processo de seleção de pessoal encontrará os melhores profissionais para criar uma equipe com um melhor desempenho. Também é crucial que cada integrante deve saber exatamente quais serão as suas responsabilidades e tarefas nas operações.
  3. Mapeie todos os processos internos – Saber como tudo funciona dentro da transportadora possibilita conhecer e controlar todas as informações, desde o recebimento das mercadorias até sua entrega no cliente final. O acompanhamento permite prever imprevistos e traçar estratégias para reverter qualquer problema.
  4. Antecipe as demandas do seu cliente – Esteja sempre a frente, com base em pesquisas, leituras em veículos de imprensa respeitáveis e experiência profissional para prever quais demandas os seus clientes atuais e clientes em potencial terão em determinadas épocas do ano, como o Natal.
  5. Use sistemas de automação logístico – Adotar um sistema, com o EDI (“Eletronic Data Interchange”, Intercâmbio Eletrônico de Dados) da Hive.cloud, é importante para facilitar a comunicação entre transportador e embarcador e tornar o processo mais transparente e simples, além de evitar erros, como o preenchimento manual de dados, entre outras funcionalidades.
  6. Defina indicadores de desempenho – Leve em consideração parâmetros que sejam facilmente identificados por todos, independente de seu cargo. Escolha métricas, como índices de reclamações dos clientes, prazos e performance de entrega.

 

Aumente os índices de lucratividade de sua transportadora

 

A gestão de operações e logística tem papel fundamental no desenvolvimento de uma transportadora, já que viabiliza resultados expressivos, mais produtividade e lucratividade, além da redução de custos, desperdícios e prejuízos.

 

Essa estratégia compreende o monitoramento dos processos internos, além do uso de tecnologia que ajude na automação logística e a contribuição de uma equipe com os melhores profissionais, entre outros.

 

Um dos resultados mais significativos da gestão de operações e logística eficiente é a conquista da satisfação dos clientes, o que torna a marca da transportadora um sinônimo de entregas realizadas dentro do prazo e de mercadorias que chegam aos destinatários em perfeito estado.

 

Claro que sempre haverão problemas, mas, ao trabalhar com este modelo de gestão, será possível prever e evitar em tempo o que pode atrasar as suas entregas, além da possibilidade de lidar com mais preparo com as dificuldades. O objetivo maior é proporcionar uma experiência memorável para o consumidor com o intuito de fidelizá-lo, criar uma boa reputação no mercado, conquistar novos clientes e aumentar a sua lucratividade.

 

Gostou do assunto abordado neste artigo e quer mais dicas sobre como fidelizar os seus clientes? Então baixe agora mesmo o nosso infográfico: “O Segredo da Fidelização” e aumente a lucratividade da sua transportadora!

Hive.Cloud
No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website