Indústria

Saiba o que é ERP e conheça seus principais benefícios

6 minutos de leitura
Saiba o que é ERP e conheça seus principais benefícios
Hivecloud
Escrito por:
Atualizado em 7 de julho de 2022

Índice

    Você já ouviu falar em sistemas de ERP?

    Trata-se de uma solução que oferece diversos benefícios para uma empresa, como o aumento da eficiência e produtividade e redução de custos alguns deles.  

    Nesse sentido, um estudo realizado pelo Portal ERP com 3.051 empresas destacou que 51,92% destas afirmaram estar totalmente satisfeitas com o uso de um sistema ERP. Já 40,48% disseram estar parcialmente satisfeitas e um dos principais motivos para isso é a interface não amigável da solução.

    Por isso, é fundamental saber selecionar o ERP certo para a empresa, assim os gestores podem aproveitar todo o potencial dessa tecnologia.  

    Apesar de oferecer estas e outras vantagens, muitas pessoas desconhecem essa tecnologia e não sabem como ela pode contribuir para o alcance dos seus objetivos. Ciente disso, preparamos este conteúdo para apresentar tudo o que se precisa saber a respeito dela. O que você vai aprender:

    • ERP: O que é e qual sua origem? 
    • Como um sistema ERP funciona?
    • Principais benefícios de um sistema ERP 
    • Por que implementar um sistema ERP na sua empresa?

    Boa leitura! 

    ERP: O que é e qual sua origem? 

    ERP é a sigla para “Enterprise Resource Planning”, ou sistema de gestão integrado. É uma tecnologia feita para auxiliar o gestor de uma indústria a conduzir processos organizacionais de forma otimizada, eficiente e produtiva, a exemplo da tomada de decisão. 

    Dessa forma, embora relativamente há pouco tempo, os gestores tenham tomado conhecimento da existência do ERP, em razão da popularidade que essa tecnologia conquistou no mercado, sua história é antiga. Seu desenvolvimento começou há mais de 100 anos, ou seja, no início do século passado. 

    Foi o engenheiro Ford Whitman Harris que criou um modelo EOQ (Economic Order Quantity, ou quantidade econômica de encomenda, em tradução livre) para programar operações no setor produtivo. Esse modelo foi utilizado por décadas, até que a Black & Decker, fábrica de ferramentas, adotou outra solução (MRP – Material Requirements Planning) para otimizar seu processo de análise e compra de materiais. 

    Ao longo do tempo, a MRP recebeu vários módulos diferenciados, passando a ser empregado em diversas áreas de uma empresa, como financeiro e produção. Em 1990, passou a ser chamada de ERP, tal como é conhecida hoje. 

    Assim, o ERP é um sistema que passou por constante evolução para que as empresas pudessem contar cada vez mais com funcionalidades capazes de gerar benefícios para seu negócio. 

    O ERP também conta com diferentes soluções complementares, entre elas:

    • BI (Business Intelligence): Usado para organizar e apresentar dados empresariais; 
    • CRM (Customer relationship management): Solução completa para gerenciar relacionamento com os clientes, visando otimizar processos de pré-venda, venda e pós-venda; 
    • RH (Recursos Humanos): Software que auxilia o desenvolvimento de atividades ligada aos recursos humanos da empresa;
    • Mobile: Permite que gestores possam analisar e acompanhar processos da empresa de forma dinâmica.

    Como um sistema ERP funciona?

    Processos otimizados pelo ERP

    Agora que sabe o que é e qual sua origem, é importante conhecer como um sistema ERP funciona em uma empresa.

    Um ERP otimiza a realização de diversas operações em uma organização, conferindo a ela maior eficiência e produtividade e um crescimento seguro. Para explicar isso melhor, preparamos alguns exemplos: 

    1- Atualização e disponibilização de informações

    Um sistema ERP atualiza as informações conforme as operações diárias de uma empresa. A compra de matérias-primas significa novas informações que precisam ser atualizadas no sistema para que o setor produtivo tenha conhecimento disso, por exemplo. Da mesma forma o uso de itens que estão presentes no estoque, assim como também os recursos financeiros utilizados para pagamento aos fornecedores. 

    2- Compra de matérias-primas 

    Também atua facilitando a compra de matérias-primas. Um sistema ERP pode contar com um módulo específico capaz de ajudar o gestor de uma indústria a comprar materiais por um preço competitivo e de acordo com os valores praticados pelo mercado. 

    Mas como isso é possível? O ERP disponibiliza essas informações ou permite que sistemas especializados sejam integrados à plataforma. Assim, fica mais fácil pesquisar por materiais e conferir os preços cobrados por eles pelos fornecedores, bem como tomar uma decisão fundamentada e assertiva. 

    3- Estoque 

    No estoque, atua possibilitando que o gestor monitore a quantidade de materiais presentes no setor. Em uma indústria, por exemplo, isso é muito importante, principalmente ao se considerar que o setor de produção costuma fabricar itens em grandes quantidades. Para isso, utilizam as matérias-primas armazenadas no estoque. 

    Assim, além de garantir que o setor produtivo da indústria continue funcionando adequadamente, assegura ao negócio o cumprimento das suas demandas de mercado. 

    Principais benefícios de um sistema ERP 

    Um sistema ERP pode, sem dúvida, oferecer vários benefícios para uma empresa, otimizando o alcance dos seus objetivos. A seguir, conheça os principais: 

    1- Ampla visão do negócio

    Por se tratar de uma solução que reúne os dados produzidos por uma empresa em um único lugar, fica mais fácil ter ampla visão do negócio. Como consequência disso, é possível saber se a organização está alcançando os objetivos traçados no planejamento estratégico. 

    2- Otimização na realização das operações industriais 

    Outro benefício trazido por um sistema ERP é a otimização na realização das operações que fazem parte do dia a dia de uma indústria. 

    Por exemplo, consultar produtos em estoque. A solução permite que isso seja feito diretamente da sala do gestor do estoque, sem que ele precise se deslocar até o galpão onde os materiais são armazenados. 

    Outro exemplo: Ao usar um sistema ERP, especialmente um especialista em indústrias, como o Nomus ERP Industrial, o setor produtivo de uma indústria passa a desenvolver os produtos de forma padronizada. Com isso, economiza-se tempo e recursos financeiros e é mantida a qualidade dos itens fabricados.  

    3- Redução de custos

    A redução de custos proporcionada por um ERP é alcançada em diversos aspectos. Primeiro, pela automatização de algumas tarefas, como a emissão de nota fiscal e de boletos e o controle de estoque. Com isso, uma organização pode reduzir custos com a folha de pagamento. 

    Além disso, contribui para que uma indústria evite perdas de materiais na produção. A tecnologia ajuda a organização a mapear todos os passos da produção, desde a compra de matérias-primas até a finalização do item. Dessa maneira é possível identificar e resolver gargalos que estejam prejudicando a capacidade produtiva da organização, assim como gerando custos para ela.  

    4- Decisões mais assertivas

    Uma empresa também pode tomar decisões mais assertivas. Isso porque é possível utilizar as informações centralizadas no sistema ERP para fundamentar e acelerar o processo de tomada de decisão. Com isso, a indústria cresce de forma segura e alcança seus objetivos com rapidez. 

    Além disso, ela pode utilizar as informações para implementar mudanças em suas operações, a fim de torná-las mais eficientes e produtivas. 

    Implemente um sistema ERP na sua empresa

    Contar com um sistema ERP é fundamental para a empresa que deseja tanto modernizar e otimizar sua estrutura, como também obter aumento de eficiência e um crescimento seguro. 

    Quer ler mais conteúdos como este? Então que tal se inscrever em nosso blog? Dessa forma será possível ficar por dentro de dicas incríveis sobre como aproveitar todo potencial de um sistema ERP e conhecer outros assuntos relacionados.

    Aproveite!