LogísticaTabela de Frete

Guia completo com tudo sobre Cubagem

6 minutos de leitura
Guia completo com tudo sobre Cubagem
Daniel Brasil
Escrito por:
Atualizado em 8 de dezembro de 2021

Índice

    A cubagem é um processo extremamente importante na logística por diversos motivos. Além de ser uma forma eficiente de fazer a medição da carga, ela influencia no carregamento dos veículos e também na maneira como o frete deve ser calculado.

    Por isso, é fundamental que você entenda sobre o conceito da cubagem, ou seja, o que ela é e qual a importância que possui na gestão dos transportes, sem esquecer que também é indispensável aprender na prática a fazer os cálculos relacionados a ela.  

    Pensando em ajudá-lo tanto na teoria, quanto na parte de colocar a mão na massa, preparamos um guia completo sobre o tema que vai responder esses e outros tópicos essenciais.

    Continue lendo o nosso artigo até o final para ampliar os seus conhecimentos e dominar o assunto de uma vez por todas!

    O que é cubagem de carga?

    A cubagem em si está relacionada ao volume de um objeto, enquanto a cubagem de carga diz respeito ao peso que o produto tem em relação ao espaço que vai ocupar dentro do transporte, e isso é descoberto através de um cálculo matemático.

    Se pegarmos um exemplo prático, imagine que você tem um volume alto de mercadorias para levar de um ponto a outro e precisa colocar tudo em um mesmo caminhão. Sem o planejamento correto de como fazer esse carregamento, provavelmente acontecerá de desperdiçar um espaço que poderia ser melhor utilizado, concorda?

    É justamente esse tipo de problema que a cubagem ajuda a solucionar, levando em consideração que não é interessante que o volume da carga seja alto, mas tenha o peso muito baixo, ou que o contrário também ocorra (pequenos volumes, mas extremamente pesados).

    Nesse sentido, para encontrar o jeito ideal de transportar os produtos, se faz o cálculo que mencionamos anteriormente, que é baseado no fator de cubagem. Você poderá ler sobre esse assunto mais adiante, quando formos esmiuçar a parte prática do assunto. 

    Qual a importância da cubagem na gestão do transporte de cargas?

    Um dos pontos que abordamos até então é que sem a realização da cubagem o planejamento da carga fica comprometido, mas existem outros aspectos que são tão interessantes quanto esse para analisarmos.

    Isto porque a cubagem, além de ser necessária como instrumento de otimização na hora de planejar os carregamentos, também determina a capacidade disponível no veículo e as limitações que ele tem em relação ao peso ou volume das mercadorias.

    Os impactos disso são muitos, pois:

    • A cubagem otimiza e consolida os envios de forma eficiente;
    • Equilibra o peso bruto com o espaço físico disponível;
    • Ajuda a reduzir custos operacionais, uma vez que auxilia no planejamento do transporte.

    Por tudo que foi apontado acima, fica fácil entender os motivos que fazem você ter que dominar esse processo, não é verdade?

    Como calcular a cubagem?

    Como calcular a cubagem

    O cálculo de cubagem se dá a partir da seguinte fórmula: comprimento X altura X largura. No entanto, lembre-se que a cubagem em si é diferente da cubagem de cargas. Logo, existem outras variantes e outros cálculos a serem feitos.

    Aqui, uma dica importante é ficar sempre atento a maneira como as mercadorias foram embaladas. Se estiver tudo certo, aí sim a transportadora poderá realizar o cálculo do volume de cargas com a fórmula que mencionamos acima.

    Feito isso, o próximo passo que você precisa dar para aprender a fazer outros cálculos determinantes nesse processo é conhecer o que é o fator de cubagem.

    Fator de cubagem

    O fator de cubagem tem a ver com a definição de um número constante que indica o que é considerado ideal para uma carga. Ele equivale a 1 (um) metro cúbico do espaço físico disponível dentro do transporte que fará o deslocamento dos produtos, e é diferente para cada tipo de veículo, já que existe uma diferença expressiva entre a capacidade de cada modal.

    Nesse sentido, os números mais comuns são:

    • Para transporte rodoviário: 1m³ equivale a 300 kg
    • Para transporte marítimo: 1m³ equivale a 1000 kg
    • Para transporte aéreo: 1m³ equivale a 166,7 kg
    • Para cargas fracionadas: o mais comum é adotar uma média de 250 kg por 1m³

    Agora, vamos entender a diferença entre os pesos líquido e bruto.

    Peso Líquido

    O peso líquido é a representação do que é o peso real do produto. Em outras palavras, considere o peso do produto sem a embalagem.

    No geral, essas embalagens são constituídas de caixas, madeiras, latas e até mesmo paletes. Deste modo, pode-se dizer que o peso líquido de uma mercadoria é o seu peso total menos o peso de tara.

    Vamos ao exemplo abaixo:

    • Uma caixa possui o peso total de 10 quilos, porém somente o recipiente que envolve a mercadoria possui 1 quilo. Logo, é possível notar que o peso líquido da mercadoria é de 9 quilos.

    Dessa forma, temos: (Peso total) – (Peso de tara) = Peso Líquido

    Peso Bruto

    No caso do peso bruto, pode-se dizer que ele representa o peso total da carga, incluindo as embalagens. Sendo assim, ele é a soma do peso líquido com o peso das embalagens e/ou recipientes que abrigam a carga.

    Novamente, vamos ao exemplo: 

    • Uma carga possui peso líquido de 20 quilos e a sua embalagem possui 5 quilos. Logo temos que o peso bruto é de 25 quilos.

    Portanto, entende-se que: (Peso Líquido) + (Tara) = Peso Bruto

    Peso cubado

    Peso Cubado

    Vimos que o peso líquido representa o peso real do objeto, enquanto o peso bruto é relacionado ao peso total da carga. Nesse sentido, podemos afirmar que o peso cubado é o espaço que aquele produto realmente vai ocupar dentro do veículo.

    Definidos os padrões do fator de cubagem, a fórmula que você vai utilizar para calcular o peso cubado é a seguinte: 

    (Comprimento x Altura x Largura) x Fator de cubagem

    Para todos os cálculos que mencionamos, lembre-se sempre de observar as unidades de peso em que estão sendo feitas as contas. Caso contrário, você pode errar na hora de realizar este processo e, como já vimos, ele é fundamental para que uma gestão eficiente de cargas seja estabelecida.

    Como a cubagem interfere no cálculo do frete?

    Assim como a cubagem interfere no planejamento e na gestão das cargas, o mesmo pode acontecer com o cálculo do frete, gerando várias consequências negativas, já que ela trata sobre a formação desses carregamentos.

    Apenas calcular as medidas da carga e o peso bruto que ela possui pode gerar um frete desproporcional para o transporte, então, muitas transportadoras costumam optar por incluir a variável “preço x frete” ao cobrar pelos seus serviços, que nada mais é do que fazer uma comparação entre o peso bruto e o peso cubado da carga.

    Assim, é comum que se escolha sempre o de maior valor entre eles, evitando potenciais dores de cabeça e garantindo uma eficiência ainda mais alta.

    Uma solução interessante, nesses casos, é usar a tabela de modelo de frete da Hivecloud para garantir que todos os cálculos vão ser assertivos. Assim, você deixa de lado a possibilidade de erro!

    Chegamos ao final deste guia completo, o que você achou sobre o tema? Continue nos acompanhando para conhecer melhor sobre assuntos relacionados a logística e transportes!