Gestão de Transporte

6 exigências que um embarcador pode fazer a sua transportadora

4 minutos de leitura
6 exigências que um embarcador pode fazer a sua transportadora
Hivecloud
Escrito por:
Atualizado em 10 de dezembro de 2021

Índice

    Todos nós sabemos que o setor de transporte está ligado fortemente a economia de países desenvolvidos e ao crescimento e expansão das regiões na qual ele atua. No Brasil, a terceirização na área logística continua sendo tendência, devido à alta preocupação de redução de custos logísticos e qualidade no serviço ao cliente.

    Com essa iniciativa de terceirização, surgiram os Prestadores de Serviço Logísticos (PSLs) e os Operadores Logísticos (OLs), que proporcionam à logística maior profissionalização e melhorias de eficiência, operação e gestão. Com isso, empresas estão buscando cada vez mais estratégias na terceirização da logística e métodos competitivos que as mantêm firme no mercado.

    As inovações de serviços tecnológicos visam melhorar qualidade e redução de tempo aos empresários. Neste sentido, o relacionamento com o mercado embarcador consiste na atuação do status de carga e nos relacionamentos com clientes corporativos. Os embarcadores têm responsabilidade fiscal não só em tratar de serviços burocráticos como também na contratação de seguro, denominado RCTR-C, que cobre riscos rodoviários, como sinistros com colisão, capotamento, albaroamento, tombamento de veículo e saque advindo, incêndio e explosão.

    Os embarcadores em geral se preocupam em atender as novas exigências do mercado, principalmente quando o lote envolve produtos de terceiros. O atendimento deverá ser uma condição primordial para fornecedores terceirizados desde a contratação. As implantações de padrões operacionais que envolvem o peso dos produtos junto as embalagens, geralmente vem impresso nas caixas, mas podem ser imprecisas, seja por mudanças na especificação ou no design, seja por uso de materiais diferentes na confecção do produto ou da própria embalagem. O grande desafio aos embarcadores é reunir de forma correta todos os dados e recolher a documentação da carga requerida em mãos.

    O que os embarcadores precisam?

    Diversas são as razões pelas quais as empresas buscam terceirizar o transporte de cargas e demais processos logísticos, tendo os motivos variados de acordo com o segmento e política de cada empresa. Porém, é possível destacar os principais, que são:

    Atenção à qualidade do negócio

    A evolução na demanda do setor de transportes nos últimos anos, proporcionou uma grande pressão em diversos outros setores. Como desafio, as empresas buscam necessidade de soluções para manter o foco e a qualidade nos serviços prestados. Serviços de tecnologia é uma boa forma de manter o foco nos próprios negócios, para que não se perca a vantagem competitiva que o mercado vem exigindo. Além de obter informações ágeis, precisas e confiáveis a gestão de transporte e logística pode gerar lucro e reter custos desnecessários.

    Integração de documentos e processos na cadeia logística

    O controle de produção é de grande importância no meio logístico. A evolução dos procedimentos logísticos e a integração interna e externa, com foco nos serviços prestados ao cliente é de grande vantagem devido a qualidade da TI (Tecnologia da Informação). Para uma melhora nesse processo, as transportadoras precisam incrementar o desempenho operacional com estruturas mais flexíveis utilizando tecnologias que possibilitem a integração eletrônica de dados entre embarcador e prestadora, redesenhando assim as suas cadeias de valor.

    Otimização dos custos e serviços

    Para uma redução de investimentos em ativos fixos é preciso antes de tudo, classificar os tipos de cargas transportadas, pois cada carga exige serviços e equipamentos específicos. O cálculo de melhores rotas de acordo com a localização geográfica, tipo e volume de mercadorias a ser transportada também ajuda no processo de redução dos custos. Serviços como rastreamento de entregas facilitam no processo da agilidade e qualidade na entrega da carga e podem fornecer informações a respeito de tempo gasto na entrega, assim como demais detalhes sobre o trajeto.

    Gerenciamento das operações

    O domínio de uma logística independe do tamanho de uma organização, seja ela micro, média ou grande empresa. O gerenciamento inclui o projeto e a administração de sistemas tecnológicos para controlar o fluxo de materiais, os estoques em processo e os produtos acabados, com o objetivo de fortalecer a estratégia das unidades de negócios da empresa.

    Destaque no mercado

    O ambiente empresarial convive com mudanças estruturais e tecnológicas devido à grande globalização do mercado. Desta forma, a competitividade entre empresas aumenta de forma contínua. Para driblar toda essa concorrência, empresas adotam, entre conjuntos variados de alternativas, estratégias de terceirização. A contratação destes serviços terceirizados está ligada a fatores como, demanda, produção, inovação e tecnologia. Além de aumentar a qualidade de serviços aos clientes com mais facilidade, buscando controle das informações e das atividades realizadas no processo de transporte.

    Tecnologia em dia

    Para atender as exigências de reduções de custos logísticos necessárias, as empresas adotam aos serviços de tecnologia da informação e softwares que atuam no gerenciamento de transportes e rede de comunicação. A utilização de ferramentas de gestão de transportes atua nesse sentido, trazendo aos prestadores o controle de todas as atividades de coleta, entrega e recebimento das mercadorias, assim como na emissão e gerenciamento dos documentos fiscais necessários para a fluidez da operação.