Calcular o frete: sua transportadora precisa automatizar o processo

calcular o frete

Calcular o frete: sua transportadora precisa automatizar o processo

Calcular o frete corretamente é imprescindível para precificar os seus serviços. O valor é estabelecido com base em diversas variáveis, já que é necessário levar em conta taxas e custos operacionais.

 

Para isso, é importante que você conheça fatores como tamanho da matéria-prima (ou produto acabado), seu peso e taxas específicas. Há casos em que um alto preço pode ser considerado como prova de um serviço melhor, o que será constatado apenas quando o serviço for realizado. Dessa forma você garante que não terá contratempos com correções de valores nem cobranças extras no futuro.

 

Por isso, calcular o frete é entender os valores gastos, os serviços oferecidos e ter controle completo da sua estratégia.

 

Para ajudá-lo nesta tarefa, criamos este artigo com dicas e informações importantes. Confira!

 

Afinal, por que é importante automatizar o cálculo do frete?

 

Calcular o frete de forma automatizada é importante para evitar erros, pois o valor real pode ser o dobro do investido pelo cliente, que pode ter reservado um valor menor para este serviço em sua estratégia. O resultado será um grande prejuízo financeiro e investimentos em outros setores da empresa podem ser cortados para equilibrar as finanças.

 

Calcular o frete de forma errada afetará a imagem da sua transportadora, pois pode transmitir desorganização. Isso pode afastar os clientes atuais e comprometer a conquista de novos.

 

O frete errado pode ser cobrado para mais e gerar a insatisfação do cliente, ou para menos e deixar o cliente satisfeito, mas trazer prejuízo no fluxo de caixa do transportador.

 

E a maior causa desses problemas é realizar o cálculo manualmente, pois a transportadora precisa lidar com uma série de tarifas de sua própria tabela de fretes, taxas, alíquotas e outras variáveis.

 

Utilizar planilhas, por exemplo, não será a melhor saída. O ideal é utilizar um sistema de gestão de transportadoras, que automatizará o cálculo dos tributos, como o ICMS, e outros parâmetros fiscais que podem incidir sobre o preço final do frete.

 

Como calcular o frete corretamente?

 

Calcular o frete da maneira correta é resultado do entendimento e conhecimento da composição dos custos diretos, dos valores fixos e das variantes da frota.

 

Vamos tomar como exemplo o transporte em um caminhão. Para começarmos a definir o valor do frete é importante levar a cubagem em conta. No caso dos caminhões, 1 metro cúbico se refere a 300 kg. Trata-se da relação entre o peso da carga e o espaço que ela ocupa no veículo que a transporta:

 

Comprimento x Largura x Altura x Fator de cubagem

 

Para finalizar este cálculo, precisaremos considerar mensalmente os gastos indiretos gerados pela administração das operações logísticas, como manutenção nos equipamentos e gastos com mão de obra. Somente assim, será possível definir os valores de fretes levando em conta que eles afetarão os preços dos serviços.

 

Fatores relevantes

 

Para chegar a um valor real do frete, é importante levar em conta diversos fatores, que podem variar de empresa para empresa, conforme seu segmento. De maneira geral, podemos considerar os seguintes aspectos:

  • Tipo de transporte – como há situações que pedem por determinados tipos de transporte (caminhão, trem ou balsas), o modal pode influenciar.
  • Valor da carga – o cálculo é baseado no preço da nota fiscal, pois ele determinará se a carga precisará cuidados específicos, de acordo com o seu valor. Em alguns casos, pode até ser necessária a contratação de uma escola armada.
  • Características da carga – há cargas perecíveis ou perigosas que exigem cuidados especiais. Assim, a transportadora deverá optar por um veículo adequado, manuseio especial e embalagens reforçadas.
  • Peso – é obtido relacionando o peso bruto e o peso cubado dos itens, considerando o maior valor entre eles.
  • Distância percorrida – resulta do valor de combustível e pelo tempo gastos.
  • Características do destinatário – se o local da entrega for de difícil acesso, a transportadora pode acrescentar alguma taxa extra.

Com quais taxas específicas eu devo me preocupar?

Ao calcular o frete você também precisa levar em consideração algumas taxas específicas que precisam ser verificadas. Confira quais são elas:

  • Devolução de mercadorias – gera custos de acordo com o tamanho da rota. Além disso, um frete adicional será cobrado e haverá acréscimo do ICMS.
  • Escolta armada – uma taxa a mais será cobrada por veículos utilizados e por hora (a cada período de duas horas).
  • Pedágio – conforme o parágrafo 4 do artigo 2 da Lei 10.209 (março de 2001), em caso do transporte de cargas fracionadas, um valor fixo será cobrado por 100 kg ou pela fração da carga.
  • Reentrega – quando o destinatário não está no local, o produto será reenviado posteriormente. Isso pode gerar uma cobrança extra no valor do frete.
  • SEFAZ-TAS – compensa custos como entraves fiscais com a Receita Federal quando uma carga importada chega ao Brasil e fica retida no terminal, além de algumas exigências burocráticas em cada estado.
  • TDE (Taxa de dificuldade na entrega) – pode ser cobrada quando a entrega acontece em locais perigosos ou de difícil acesso, entre outros.
  • TFD (Taxa de Fiel Depositário) – se uma entrega for apreendida pela Secretaria da Fazenda, sua transportadora será considerada como “Fiel Depositário” e poderá ser cobrada uma taxa diária.
  • TRT (Taxa de restrição do trânsito) – caso o município de entrega ou coleta tiver alguma restrição quanto à circulação de veículos de transporte carga, a sua transportadora será ressarcida pelos custos adicionais que possam surgir.

 

O cálculo de frete faz a diferença nos lucros?

 

A margem de lucro da sua empresa é diretamente afetada pela forma que a sua transportadora usa para calcular o frete, visto que isso compromete uma grande parte do seu faturamento. Por isso, é importante avaliar os preços ofertados pelas transportadoras.

 

Qualquer falha pode acarretar em prejuízos na lucratividade de sua transportadora. Além disso, se esses prejuízos se tornem frequentes em uma empresa de transporte a consequência será a perda de clientes, podendo levar até ao fechamento de sua transportadora.

 

Esse conteúdo foi útil para você? Precisa calcular o frete de maneira correta? Então assista a esse vídeo sobre como cobrar o preço certo pelo transporte de cargas!

Hive.Cloud
No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website