Logística

O que é RFID e sua importância para a logística

4 minutos de leitura
O que é RFID e sua importância para a logística
Hivecloud
Escrito por:
Atualizado em 30 de março de 2023

Investir em tecnologia se tornou um dos pontos altos para tornar os processos de uma empresa mais eficientes e ter acesso aos melhores recursos, visando otimizar a gestão logística. Quer saber o que é o RFID e qual a importância dele para o setor de logística? Continue a ler esse post para aprender sobre:

  • O que é e como funciona o RFID na logística;
  • Principais diferenças entre tecnologia RFID e código de barras;
  • Tipos de etiquetas de RFID na logística;
  • Principais vantagens e desvantagens do RFID na logística;
  • Como escolher a melhor etiqueta RFID.

    O que é e como funciona o RFID na logística?

    A Tecnologia RFID chegou para revolucionar o setor logístico. RFID significa Radio Frequency Identification, traduzindo para o português, Identificação por Radiofrequência. Através dela é possível fazer a identificação individual de cada produto, registrar informações técnicas e até mesmo rastrear a mercadoria. Para a tecnologia RFID funcionar depende de alguns itens, como:

    • impressoras;
    • antenas e leitores estrategicamente posicionados;
    • etiquetas anexadas aos produtos;
    • sistema de gestão para gerenciamento dos dados.

    Através de chips com informações sobre as mercadorias, se torna viável monitorar uma cadeia de suprimentos, tendo um controle mais prático sobre a movimentação do estoque. Essas etiquetas são colocadas no carregamento ou nas embalagens dos produtos e todas as informações são transmitidas por sinais de rádio e interpretadas de forma simultânea pelo sistema de gestão da empresa.

    Principais diferenças entre tecnologia RFID e código de barras

    É importante fazer uma comparação entre a RFID e o código de barras para compreender de fato o que é essa tecnologia e quais vantagens ela pode trazer para sua gestão. O código de barras é uma série de 13 dígitos sobre um conjunto de listras escuras e brancas com diferentes espessuras, usado em aplicações diversas desde que foi criado, na década de 70, nos EUA.

    Ele é usado em etiquetas e em embalagens de mercadorias, onde são registrados dados como o preço de venda, a empresa que fabricou e a descrição do que é o item, além de outras informações importantes para o setor de logística. 

    Porém, a leitura do código de barras não é tão prática quanto o RFID e exige posição próxima e correta, além de aproximação entre leitor e código, pois a leitura é sempre visual. Dessa forma, ao que se refere a tecnologia, é possível concluir que o RFID é a evolução tecnológica do reconhecimento via código de barras.

    Tipos de etiquetas de RFID na logística

    O RFID utiliza antenas capazes de enviar ondas de rádio frequência, com dados e informações que são captados pelas etiquetas. O leitor do sistema realiza a decodificação e o tratamento do sinal, convertendo esses dados em informações importantes e que são transmitidas para um computador. Os principais tipos de RFID, são:

    Passivas

    A etiqueta RFID passivas não apresentam fonte de alimentação própria e utiliza da radiofrequência para transmissão do sinal. Devido ao seu menor custo, são as mais utilizadas pela indústria.

    Semi passivas 

    A RFID semi passivas permitem o uso de leitores de potências menores, já que seu alcance e armazenagem de informações são maiores que a etiqueta passiva. Isso se deve ao fato de possuir uma bateria de baixo custo para alimentar os circuitos elétricos internos.

    Embora possuam baterias, elas não possuem transmissor, funcionando apenas quando recebem um sinal do leitor para iniciar a transmissão dos dados.

    Ativas

    As RFID ativas possuem uma bateria própria capaz de transmitir o sinal em distância considerada razoável. Com isso, sua capacidade de armazenamento em memória RAM é de até 32 KB.

    Principais vantagens e desvantagens do RFID na logística

    Todos os sistemas possuem pontos positivos e negativos que devem ser considerados antes de serem adquiridos. Assim, se você busca implementar uma nova tecnologia em sua gestão, é importante conhecer estes pontos para tomar uma decisão baseada em dados reais.

    Sendo assim, as principais vantagens são:

    • Permite o rastreamento de itens;
    • Controla as mercadorias em estoque;
    • Possibilita o monitoramento de ambientes;
    • Auxilia o funcionamento de sistemas antifurto;
    • Realiza o controle de acesso em locais restritos;
    • Contribui para sistemas de prevenção a falsificação.

    Por outro lado, as desvantagens são as seguintes:

    • Elevação dos custos;
    • Variações no alcance das antenas;
    • Causa a impressão de invasão de privacidade.

    Dessa forma, após ter o conhecimento destes pontos, cabe avaliar qual a melhor solução para sua gestão. 

    Como escolher a melhor etiqueta RFID?

    Para fazer a escolha de qual é a melhor etiqueta desse tipo de tecnologia é necessário definir quais os objetivos e como será utilizada. Dessa forma, é importante fazer os testes em produtos e decidir quais serão os materiais em que as etiquetas serão utilizadas para compreender melhor o tipo de tratamento das informações, ainda a frequência e a distância da leitura é fundamental para a escolha da melhor etiqueta RFID.

    Por fim, agora que você já entende o que é RFID e qual a sua importância para a gestão logística, podemos concluir que usá-las também serve para aumentar a competitividade do negócio no mercado globalizado.

    Gostou do conteúdo? Então o conhecimento não para por aqui! Se você deseja entender como as tecnologias podem aumentar a eficiência de sua transportadora, baixe gratuitamente o infográfico com 8 tecnologias para otimizar o transporte de cargas.

    Faça o download gratuito do infográfico

    Este conteúdo te ajudou? Então compartilhe-o com os amigos! Até a próxima!  

    8 Tecnologias para Otimizar o Transporte de Cargas

    Entenda como as tecnologias podem auxiliar na eficiência de sua transportadora, numa gestão integrada, a reduzir os custos das operações e a reter seus clientes a longo prazo!

    8 Tecnologias para Otimizar o Transporte de Cargas

    *Ao inscrever-se, você aceita nossos Termos de Uso.