Transportadoras são multadas pela obrigatoriedade do MDFe no Estado do Paraná

Muitas transportadoras já tiveram suas atividades paralisadas nos últimos meses desde as mudanças nos parâmetros do MDFe em detrimento das novas regras acompanhadas por sua versão 3.0. Entre as novas regras, muitos estados aderiram a obrigatoriedade na emissão do documento em suas operações.

O que é o MDFe?

O MDFe nada mais é que a sigla para o termo Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais, um certificado que possui o objetivo de implementar um molde nacional e padrão para substituir documentos fiscais que acompanham o antigo Manifesto de Carga.

O Manifesto Eletrônico é um documento fiscal emitido e armazenado eletronicamente que existe apenas no cenário digital. Por funcionar como um índice de documentações, seu intuito é agilizar os processos da apresentação dos registros da operação do transporte, identificando a carga e todas as suas respectivas características.

O MDFe é obrigatório?

Ele deve ser emitido por empresas que prestam serviços de transporte com veículo próprio, alugados ou na contratação de um transporte autônomo que realizará o transporte.

Muitos estados aderiram à obrigatoriedade do Manifesto em sua nova versão e a falta do documento já tem sido causa da paralisação das atividades de transportadoras que não estavam em dia quanto ao certificado digital.

Desde o dia 1 de fevereiro de 2017, a Secretaria do Estado da Fazenda do Paraná declarou que todos os emissores contribuintes do CTe irão passar a ter a obrigatoriedade de emitir o Manifesto Eletrônico em suas respectivas operações intermunicipais.

Caso queira conferir a nota oficial com todas as informações em relação à obrigatoriedade no estado, clique aqui.

Como emitir o Manifesto Eletrônico corretamente?

Por ser um documento que só existe em cenário digital, o Manifesto Eletrônico deve ser emitido através de plataformas que suportam a geração desses documentos seguindo todos os requerimentos fiscais. Elas são responsáveis por nutrir todas as obrigatoriedades e elementos que devem serem cumpridos no certificado digital e, geralmente, acompanham todos os passos até a liberação do mesmo.

As plataformas mais completas contam com suporte para integração via EDI e são ideais para gestores que buscam uma melhoria em sua qualidade de serviço, permitindo uma maior praticidade e segurança de suas atividades de transporte, como o sistema Hive.cloud MDFe, por exemplo.

Por isso, é ideal que o gestor garanta o andamento de suas operações utilizando plataformas realmente eficientes e livre de travamentos ou lentidão, pois isso pode significar um atraso na liberação, ou até mesmo a paralisação, de seus caminhões.

Quer ter certeza que as operações de sua transportadora estão realmente seguras e as documentações estão realmente em dia? Conheça nosso ebook gratuito sobre “Os requisitos para operar uma transportadora de cargas” e tenha em mãos um parâmetro sobre tudo que precisa para garantir a segurança de suas operações de transporte no Brasil.

Ficou com alguma dúvida sobre o Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais? Não hesite em perguntar logo abaixo para que possamos ajudá-lo.

Hive.Cloud
2 Comentários
  • Posted at 14:56, 28 de fevereiro de 2018

    Trabalho em uma Engarrafadora de Glp e temos algumas transportadoras que nos atende. E também temos vários Revendedores que tem veículos próprios e retiram o produto em nossa engarrafadora saindo com o incoterms -Fob na nota por se tratarem de revendedores que retiram o produto. Nestes casos eles precisam emitir o manifesto de carga?

Deixe um comentário

Comentário
Nome
Email
Website