E-commerceLogística

Saiba o que é Fulfillment e sua importância no e-commerce

7 minutos de leitura
Saiba o que é Fulfillment e sua importância no e-commerce
Daniel Brasil
Escrito por:
Atualizado em 8 de dezembro de 2021

Índice

    O fulfillment está entre os processos mais interessantes para o setor logístico de algumas empresas, especialmente no que diz respeito às vendas por e-commerce.

    O motivo é que quem trabalha nesse setor está constantemente procurando novas maneiras de tornar a operação de transporte mais assertiva, com o objetivo de minimizar gargalos de entrega e certificar a satisfação do cliente. 

    Por isso, neste artigo você vai entender melhor:

    • O que é fulfillment;
    • Qual a sua importância;
    • Como o processo funciona no e-commerce;
    • Quais são as etapas que ele possui;
    • Diferenças entre fulfillment e centro de distribuição;
    • Como utilizar essa estratégia nas suas entregas.

    Portanto, continue lendo até o final para ter todas as informações necessárias antes de implementar este processo de operação no setor de transporte do seu negócio. 

    O que é fulfillment?

    Ainda hoje, quem vende pela internet enfrenta um problema muito expressivo relacionado ao frete. Isto porque o valor dele muda de acordo com a distância entre as regiões de envio e recebimento dos produtos.

    Logo, o consumidor que está no Nordeste e quer fazer uma compra em um e-commerce de São Paulo, por exemplo, paga muito mais do que alguém que já está na capital paulista.

    Com isso, fica extremamente difícil para a loja concorrer com as empresas que já têm operação na região e, como consequência, ela acaba optando, por ser menos custoso, regionalizar o seu e-commerce.

    No entanto, essa realidade vem mudando com a aplicação da estratégia fulfillment.

    Em suma, fulfillment é tudo aquilo que envolve a gestão da logística, tal qual armazenar, embalar e distribuir os produtos. Hoje, existem diversas empresas que oferecem esse serviço. O que mudou então?

    Bom, digamos que aquele e-commerce do Nordeste que antes não tinha como enviar sua mercadoria para São Paulo por um preço de frete mais competitivo, agora pode contratar uma empresa especializada em fulfillment para ter uma parte da operação dentro do galpão dela, em qualquer região que seja estratégica para o negócio.

    Esse processo garante velocidade na entrega de um produto ao cliente desde o momento da compra, certificando que haja sucesso no last mile, isto é, a última etapa de transporte da mercadoria, até chegar ao consumidor. 

    Ou seja, quando o cliente realiza um pedido através do e-commerce, o processo fulfillment é iniciado com o objetivo de garantir que ele tenha uma boa experiência de compra e fique totalmente satisfeito com os serviços prestados.

    Assim, nem o consumidor desembolsa um frete exorbitante, nem o empreendedor perde a oportunidade de vender os seus produtos por causa disso, o que otimiza a operação de transporte por completo.

    Qual a importância do fulfillment para a logística?

    Antes de tudo, é interessante entender que o comportamento do consumidor se transformou abruptamente nos últimos anos, principalmente no meio digital.

    As pessoas estão cada vez mais exigentes quanto à experiência de compra online. Elas querem agilidade na entrega dos produtos sem que a qualidade do serviço seja comprometida.

    Agora, imagine a seguinte situação: o cliente resolveu realizar a primeira compra no seu e-commerce, com previsão para chegar em até 7 dias, mas a entrega atrasou e o produto só foi recebido duas semanas após a compra online.

    Qual impressão você acredita que ele terá da sua empresa?

    O ponto aqui é que um bom serviço de entrega é fundamental para fidelizar o cliente. Inclusive, muitas vezes esse fator dita se ele voltará ou não a fazer compras na sua loja online.

    É por isso que ter um processo bem azeitado, tal qual o fulfillment, é indispensável. Investir nele pode evitar que exemplos, como o descrito acima, aconteçam. Assim, você ficará assegurado de que causará uma boa impressão e, mais importante ainda, que o seu processo logístico está rodando de maneira assertiva.

    Além disso, existem situações onde o cliente deixa de comprar por causa do valor do frete. Com esse processo bem instalado na sua estratégia, os problemas territoriais do país são vencidos e você consegue aumentar a carteira de clientes.

    Como o processo fulfillment funciona no e-commerce?

    fulfillment no e-commerce

    Na prática, quando o cliente realiza uma compra no site da loja, ela já transfere o endereço de entrega para o galpão da operadora logística responsável pelo fulfillment, se for o caso.

    O e-commerce continua operacionalizando da mesma maneira que sempre faz quando recebe novos pedidos e a diferença é que, depois disso, a parte logística será direcionada para a comunicação do fulfillment.

    Ao receber a sinalização do e-commerce, a operadora logística fica com a função de realizar o envio direto para o cliente, sem que a loja precise separar o produto, embalá-lo, lidar com nota fiscal e qualquer outra tramitação nesse sentido.

    Em geral, o custo dessa operação para esse fornecedor logístico é pago por mercadoria armazenada no galpão e por manuseio, onde está incluso caixa, embalagem e afins.

     Vale ressaltar que existem diversas grandes empresas que já prestam esse tipo de serviço, como o Mercado Livre e a Amazon. 

    Quais são as etapas do fulfillment?

    Como já introduzimos no tópico anterior, o sistema fulfillment engloba cinco etapas, sendo elas: estoque, separação, embalagem, transporte e pós-embalagem.

    Todas elas devem receber a devida atenção, pois se trata de um processo em cadeia, o que significa que se algo dá errado em uma parte do processo, o serviço inteiro pode ser comprometido.

    Confira abaixo mais detalhes sobre cada uma dessas etapas.

    1. Estoque

    Nesta etapa acontece a estocagem dos produtos do e-commerce. Esse estoque pode ser feito tanto em armazéns particulares, quanto em espaços alugados.

    O importante é que qualquer uma das opções atendam aos requisitos necessários para manter as mercadorias armazenadas corretamente, a fim de ter o total controle do que está ali.

    Isso porque, caso um artigo esteja disponível no site, mas não no estoque, o transtorno gerado pode ser enorme. Dessa forma, ficar atento ao gerenciamento do local nessa primeira etapa deve ser a prioridade dos profissionais ligados a essa função.

    2. Separação

    Depois que o pedido é efetuado no e-commerce e o pagamento é confirmado, o segundo passo é encontrar os produtos solicitados pelo cliente no estoque e colocá-lo em separação.

    Essa também é outra etapa que exige extrema organização dos profissionais, porque se o volume de pedidos for muito alto, eles podem misturar as solicitações e até mesmo enviar algo errado.

    3. Embalagem

    Para ter certeza que o seu cliente vai apreciar o serviço oferecido pela empresa, é primordial que o pedido dele seja entregue sem qualquer avaria.

    Então, todos os produtos precisam ser embalados adequadamente, o que ajudará a evitar danos durante o transporte. Essa etapa existe na intenção de assegurar isso.   

    4. Transporte

    Eis o momento em que o pedido é enviado ao cliente. É aqui que o profissional responsável por essa atividade deve levar todas as caixas que serão despachadas até a transportadora ou aos correios, a depender de qual serviço será contratado pela empresa, para que o transporte seja feito até o destino final.

    O percurso deve prezar pela integridade dos itens e no prazo determinado. Uma boa opção é ter a logística de transporte bem planejada e executada, assim a entrega pode ser feita rapidamente, com segurança e o menor custo possível.

    5. Pós-entrega

    Aqui serão coletados os feedbacks a respeito do serviço em termos de qualidade, agilidade e pontualidade. Porém, é bom ter em mente que após o recebimento da mercadoria o cliente ainda pode solicitar devolução ou troca, por isso o acompanhamento pós-entrega deve ser feito minuciosamente. 

    Qual a diferença entre fulfillment e centro de distribuição?

    Em linhas gerais, o sistema fulfillment envolve todas as etapas logísticas que falamos anteriormente, enquanto o centro de distribuição seria apenas uma parte desse processo, uma vez que ele é um espaço físico onde as mercadorias já chegam embaladas, ficam armazenadas até serem transportadas aos pontos de venda ou consumidor final.

    Outra diferença importante entre esses dois termos é que num centro de distribuição os produtos não passam mais de 24 horas no galpão. Já no local onde o fullfilment está presente, as mercadorias ficam pelo período dependente da demanda de compra para a região.

    Como utilizar em suas entregas?

    Se você deseja utilizar o processo de logística fulfillment na sua empresa, o primeiro passo é se planejar bem e organizar como será a implementação. Caso o porte do seu negócio seja de pequeno a médio, existe a possibilidade de terceirizar a mão de obra, já que dessa maneira serão gerados menos custos. 

    Lembre-se de definir as metas que se pretende conquistar utilizando essa metodologia e investir em tecnologia para gestão de transporte que automatizam atividades ou contribuem para entregas ainda mais eficientes do seu e-commerce.

    Esperamos que este artigo tenha lhe ajudado a entender mais sobre o tema!