Gestão de Transporte

As 6 habilidades essenciais do gestor de transportadora

4 minutos de leitura
As 6 habilidades essenciais do gestor de transportadora
Hivecloud
Escrito por:
Atualizado em 10 de dezembro de 2021

Índice

    Para profissionais como o gestor de transportadora, já é sabido que desenvolver uma carreira sólida no setor de transporte de cargas envolve bastante dedicação, uma formação extensa e cursos complementares para atualização constante. Mas, no mercado de trabalho atual, isso não basta.

    O gestor também precisa possuir habilidades e competências específicas para gerir estratégias que promovam o crescimento da empresa, ter paixão por novos desafios, motivar sua equipe, promover a comunicação entre ela e, acima de tudo, ter jogo de cintura para driblar as dificuldades impostas pelo mercado.

    A seguir, confira as 6 habilidades essenciais que você precisará ter caso deseje se tornar um bom gestor de transportadora ou esteja dando seus primeiros passos nesta notória carreira. Acompanhe!

    1. Ser organizado

    Por muitos, essa habilidade é considerada um clichê a ser seguido em qualquer profissão. No entanto, a organização não está à toa como primeiro item da lista. Isso porque, na maioria das vezes, você terá que gerenciar inúmeras atividades em simultâneo, como embarques, entregas, ocorrências, movimentações internas e emissão de documentos.

    Caso haja uma sobrecarga de informações sobre tantas atividades e você não consiga organizá-las de maneira eficiente, o seu trabalho ficará muito mais complicado, ineficiente e frustrante, o que pode aumentar as suas chances de cometer falhas e tomar decisões erradas. Mas se este for seu caso, não se preocupe, pois, não é muito complicado desenvolver este tipo de habilidade. Basta contar com ferramentas tecnológicas modernas que auxiliem nestas tarefas.

    2. Garantir a comunicação

    Um problema mais do que comum em transportadoras é a dificuldade de comunicação entre gestores e demais funcionários. Além de dificultar o trabalho de todos, a falta de comunicação impede os responsáveis de descobrirem quaisquer falhas nos processos e o repasse adequado das informações relacionadas às entregas, o que pode contribuir para o fracasso das atividades da transportadora.

    Neste caso, um gestor de transportadora deve tornar os processos logísticos transparentes e garantir uma boa comunicação entre toda a equipe, com incentivo à troca de ideias e opiniões que são fundamentais. Se o gestor quiser melhorar a produtividade dos seus colaboradores, então ele deve trabalhar para melhorar a comunicação e a troca de informações em toda a sua equipe.

    3. Saber liderar

    Em uma companhia, o gestor atua como um agente de mudança, engajando e inspirando a sua equipe a ir junto com ele. Além de manter o equilíbrio diante das situações difíceis, o gestor precisa reorientar equipes para trabalharem melhor e reconhecer pedidos, reclamações e sugestões dos seus colaboradores quando são oportunos.

    O objetivo disso é garantir um ambiente de trabalho mais saudável, em que os funcionários trabalhem mais motivados. É importante ressaltar que nem todos nascem sabendo liderar, mas, com o tempo, qualquer profissional pode desenvolver a liderança.

    4. Lidar com crises

    Já diziam nossos ancestrais que prevenir é melhor que remediar. O gestor, por sua vez, deve levar este clássico ensinamento a sério. Mapear os possíveis riscos de uma crise e gerenciá-la no seu decorrer são tarefas primordiais que todo gestor de transportadora deve realizar, visando reduzir os impactos da “turbulência” sobre a companhia de transportes, manter o seu faturamento e sustentar uma vantagem competitiva no mercado.

    Caso contrário, ela prejudicará o andamento dos processos e trará consequências negativas para a organização. A habilidade dita no tópico dois será fundamental para lidar com a crise, já que fortalecer a comunicação e garantir a troca de informações precisas e confiáveis podem ajudar a reduzir falhas e evitar desperdícios de tempo e recursos financeiros.

    5. Tomar decisões assertivas

    Tomar decisões não é uma tarefa fácil. Se fosse, os gestores de transportadoras não teriam tanta notoriedade como têm atualmente. Quando incorretas, as decisões podem gerar diversos prejuízos para a empresa, seja na diminuição da eficácia de seus processos logísticos, seja na perda de oportunidades valiosas para os negócios.

    O bom gestor não desiste frente às dificuldades e identifica os problemas, toma atitudes diante do risco e propõe soluções para solucioná-los. Procure ter confiança suficiente para tomar decisões assertivas, que estimulem sua equipe e direcionem a empresa para um novo patamar.

    6. Ser um “seguidor fiel” da tecnologia

    Nos últimos anos, muito se tem falado sobre os softwares de gestão logística. Esta popularidade surgiu devido à verdadeira revolução causada pela cloud computing (computação em nuvem) e pelas evoluções recentes das ferramentas de gestão, que estão tornando o custo, tanto de desenvolvimento como de implementação de soluções logísticas, cada vez mais baixo.

    Sem o uso da tecnologia, muitas transportadoras ainda estariam registrando informações de forma manual e lidando com os problemas gerados pela falta de dados imprecisos e não confiáveis. Neste cenário, é imprescindível que os gestores se tornem “seguidores fieis” da tecnologia, já que a mesma ajuda a alinhar processos e negócios para alcançar melhores resultados.

    Agora que você já sabe quais são as habilidades que precisa ter ou desenvolver para se tornar um bom gestor de transportadora, é hora de colocá-las em prática e se destacar no mercado!

    Aproveite para baixar nosso ebook grátis sobre 8 tecnologias para utilizar no transporte de cargas.