DistribuidoraE-commerceGestão de TransporteIndústria

Frota terceirizada: 5 erros que encarecem a gestão logística

3 minutos de leitura
Frota terceirizada: 5 erros que encarecem a gestão logística
Hivecloud
Escrito por:
Atualizado em 9 de dezembro de 2021

Índice

    Segundo levantamento da FDC, a frota terceirizada é a principal solução utilizada por empresas embarcadoras de cargas visando reduzir seus custos logísticos.

    Contudo, 65% dos gerentes de logística desejam reduzir ainda mais seus custos com transporte.

    Pensando nisso, levantamos os 5 erros que mais encarecem os transportes terceirizados e explicamos como não cometê-los em sua gestão. Confira mais abaixo!

    1. Não qualificar as transportadoras

    O processo de qualificação das transportadoras consiste em selecionar os prestadores de serviço de transporte considerando o quanto eles são capazes de atender às necessidades da empresa.

    O objetivo é contar com as transportadoras que mais podem contribuir com os objetivos do setor logístico.

    A qualificação avalia aspectos como:

    • custo,
    • qualidade na entrega,
    • pessoal e veículos especializados,
    • tecnologia utilizada,
    • flexibilidade das operações e
    • cumprimento dos prazos.

    Para iniciar a qualificação das transportadoras em sua empresa, é preciso primeiramente definir quais aspectos serão exigidos das transportadoras, considerando o que é essencial para manter seu nível de serviço.

    Esta definição ajudará a selecionar os parceiros de forma muito mais eficiente, além de orientar seus terceirizados sobre quais critérios são importantes para seu negócio.

    2. Realizar cotações de frete demoradas

    É muito comum que o transportador tenha sua Tabela de Fretes na cabeça, o que exige que o contratante sempre tenha que ligar para perguntar quanto vai custar determinado serviço.

    Na gestão logística, tempo é dinheiro. Por isso, quanto mais simples e rápido for o processo de cotação, mais eficiente será a tarefa de contratar transportadoras.

    Hoje em dia, é possível realizar cotações de frete automáticas a partir de páginas na web específicas para essa finalidade.

    Dessa forma, você consulta os valores de serviço oferecidos pelas transportadoras rapidamente, sabendo qual oferece o menor preço e o melhor prazo.

    3. Não realizar auditoria de frete da frota terceirizada

    Um dos principais objetivos da auditoria de frete é garantir que a empresa contratante pague exatamente pelo serviço que foi contratado.

    Dentre outros aspectos, a auditoria de frete identifica erros na cobrança pela transportadora terceirizada, evitando pagamentos indevidos e outras dores de cabeça.

    Dessa forma, realizando uma boa auditoria de frete, é possível economizar cerca de 9% ao mês com os transportes terceirizados.

    > Saiba como fazer auditoria de frete e reduzir custos com contratação de transportadoras.

    4. Deixar de medir o desempenho das transportadoras

    Acompanhar o desempenho das transportadoras através de KPIs (indicadores de desempenho) é essencial para manter a qualidade do serviço desempenhado pelas empresas terceirizadas.

    A escolha dos KPIs vai variar de acordo com os critérios definidos pela gestão logística, considerando os objetivos que se pretende atingir.

    Alguns indicadores comuns são:

    • Participação do custo do transporte nos custos logísticos;
    • Percentual de entregas feitas no prazo;
    • Taxa de reentregas e devoluções; e
    • Porcentagem dos custos logísticos no preço de produto.

    Medir o desempenho da transportadora é importante para selecionar os melhores operadores e assim manter seu nível de serviço.

    5. Controle de documentação falho

    O compliance fiscal é importante para evitar a geração de multas e imprevistos durante o transporte.

    Acontece que grande parte do envio de documentação entre transportadoras e embarcadores ainda é feito por meio de envio de e-mails ou por sistemas não integrados.

    A falta de integração EDI dificulta o compartilhamento de ordens de serviço, XMLs, faturas e outros documentos. Um erro nesses documentos pode custar caro ao embarcador de cargas em forma de atrasos nas entregas, falta de conformidade fiscal e perda de confiabilidade do serviço.

    Utilizar softwares integrados que permitam o compartilhamento fácil de arquivos e informações, além de agilizar a operação, eliminam erros e aumentam a eficiência do setor.

    Elimine os Erros!

    Para te ajudar a eliminar esses erros de sua gestão, nós preparamos um material especial para download.

    Trata-se de uma Planilha de Conferência de Frete, que você poderá usar para acompanhar as documentações enviadas pelas transportadoras e descobrir possíveis divergências no serviço que contratou, como as cobranças indevidas.