Gestão de TransporteLogística

Logística Integrada: como funciona e para quem é indicada?

6 minutos de leitura
Logística Integrada: como funciona e para quem é indicada?
Daniel Brasil
Escrito por:
Atualizado em 30 de março de 2021

Índice

    Você já deve ter percebido que muita coisa mudou na Logística nos últimos anos.

    A transformação tecnológica, aliada às novas demandas do mercado são os maiores motores dessa mudança, que promete ficar ainda mais intensa no cenário pós-pandemia.

    Uma das grandes tendências é a chamada logística integrada. Saiba agora o que significa  esse novo modelo de gestão!

    O que é Logística Integrada?

    A logística integrada é um novo paradigma de gestão logística, baseada na interatividade entre todos os processos relacionados ao setor logístico.

    Isso significa que, na gestão logística integrada, toda a cadeia de suprimentos é levada em consideração, desde os processos internos de gestão de fornecedores, passando pelo abastecimento do setor de produção, o transporte, o controle dos materiais, até o relacionamento com os clientes.

    O processo é diferente de como costumava acontecer alguns anos atrás, quando a logística se concentrava no armazenamento e no transporte de mercadorias.

    Por que a Logística mudou?

    O conceito de logística integrada é considerado a união entre a Logística e o Supply Chain.

    A mudança aconteceu porque o setor de logística vem ganhando cada vez mais importância nas organizações.

    Num cenário de globalização, no qual fornecedores, parceiros e clientes podem estar em qualquer parte do mundo, a movimentação de materiais se tornou mais estratégica.

    Por isso, realizar uma boa gestão de cargas, tanto para o planejamento da produção, quanto para o armazenamento e a distribuição dos produtos, se tornou um diferencial para empresas que atuam em uma ampla área geográfica.

    Desse modo, o setor logístico incorporou mais responsabilidades, sendo o coração da cadeia de suprimentos atualmente, ganhando cada vez mais relevância nos resultados da empresa como um todo.

    Como aplicar a Logística Integrada?

    O conceito de logística integrada pode ser aplicado a todas as atividades relacionadas à logística, desde os processos inbound aos outbound.

    Logística Inbound e Logística Outbound

    Na logística inbound, controla-se toda a troca de informação e material com os fornecedores, incluindo: o planejamento de compra dos suprimentos, o transporte, o recebimento dos materiais, seu armazenamento e a gestão do estoque de matéria-prima.

    Já na logística outbound, que se concentra nas etapas após a linha de produção, considera-se a distribuição da mercadoria, incluindo sua distribuição em armazéns ou centros de distribuição (CD), a contratação de transportadores, o monitoramento da entrega, o atendimento ao consumidor e a logística reversa.  

    Implantando a Logística Integrada

    O processo de implantação da logística integrada em uma empresa começa com a avaliação dos processos que já existem e que se relacionam com a logística, seja ela inbound ou outbound.

    Desse modo, é desenhado o cenário em que todos os processos se comunicam, incluindo em qual nível cada processo depende da troca de informação com outras atividades.

    A partir disso, é elaborada a proposta de integração, que será realizada através de sistemas da informação capazes de compartilhar dados estratégicos entre os diferentes setores que utilizam a informação da Logística para produzir.

    Esse processo pode ser realizado por uma equipe interna, devidamente capacitada, ou por uma empresa especializada em gestão integrada.

    A escolha de um bom sistema

    Os softwares que realizam a integração dos processos relacionados à Logística são o principal pilar para a existência da logística integrada.

    Por essa razão, é essencial escolher bem os sistemas que serão utilizados para a gestão da informação, que permitam que a troca de informação aconteça de maneira rápida e precisa.

    Um ponto importante é o software oferecer EDI (Eletronic Data Interchange), que permite que uma empresa se comunique com os softwares de outras empresas parceiras, fluindo assim a troca de informação.

    Para escolher o melhor software, é preciso considerar quais atividades podem ser integradas à logística do seu negócio. Confira a seguir!

    Principais áreas da Logística Integrada

    As atividades relacionadas à logística integrada costumam ser divididas em algumas áreas principais.

    1. Suprimentos

    A área de suprimentos é responsável pelas atividades relacionadas à compra de insumos para a empresa, o que inclui prover tanto matéria-prima para a produção, quanto material para as atividades em geral.

    Para isso, o setor tem sido integrado com a Logística, visando executar com mais agilidade atividades como transporte, recebimento dos materiais, armazenamento e gestão do estoque de suprimentos.

    2. Distribuição

    A área de distribuição já é uma responsabilidade do setor logístico há tempos.

    Nela, são planejados e executados os processos relacionados ao envio das mercadorias aos clientes, sejam eles pessoas físicas ou jurídicas. 

    Isso inclui a previsão de demanda, a utilização de centros de distribuição, a armazenagem, a contratação de transportadores, a roteirização e o controle de qualidade da entrega. 

    3. Atendimento ao Cliente

    Com o aumento da exigência do cliente em relação à entrega das mercadorias, o setor de Atendimento ao Cliente passou a funcionar integrado à Logística.

    Isso significa que as áreas compartilham a responsabilidade pelo atendimento de ocorrências relacionadas à entrega, acompanhando KPIs como conformidade na entrega, pontualidade e entregas perfeitas.

    Esta área também pode incluir o trabalho de Logística Reversa, quando o cliente devolve o produto, ou também quando o produto é devolvido pela loja ou centro de distribuição.

    Aumentar o índice de satisfação do cliente é um grande desafio da área de atendimento ao consumidor e, para isso, o sucesso na entrega dos produtos tem sido um dos pontos mais importantes para conquistar a fidelidade dos compradores.

    4. Gestão da Informação

    Como já foi mencionado, a gestão da informação é essencial para a existência da Logística Integrada.

    Por essa razão, algumas empresas integram o setor de tecnologia da informação (TI) com a Logística, com foco na eficiência.

    A área pode prover aos gestores informação ampla e assertiva sobre os gargalos e atividades com melhor desempenho.

    Para isso, é possível utilizar sistemas específicos, como SCM – Supply Chain Management. 

    Quais os benefícios da logística integrada?

    Existem muitos benefícios de implantar a Logística Integrada em uma organização. Confira as principais!

    1. Organização dos processos

    Com a integração dos processos entre as diferentes áreas ligadas à Logística, é conquistada uma maior organização da informação. 

    Com isso, as atividades ficam mais rápidas e eficientes, contando sempre com informação de qualidade.

    2. Maior produtividade

    Com a organização dos processos, aumenta-se a produtividade do setor logístico, a partir da maior cooperação entre as áreas e da diminuição do índice de retrabalho.

    3. Redução de custos

    A integração das atividades permite uma maior eficiência operacional e a consequente redução de custos, uma vez que proporciona informação de qualidade para a tomada de decisão.

    4. Melhor relacionamento com stakeholders

    Com processos integrados, a logística é capaz de atender melhor às expectativas dos clientes, incluindo custos de frete mais baratos e melhores condições de entrega.

    Além disso, também há uma melhora no relacionamento com os fornecedores e parceiros, que recebem demandas claras e participam de processos organizados, diminuindo assim frequentes dores de cabeça relacionadas ao setor logístico.

    5. Vantagem Competitiva

    Com processos mais eficientes e assertivos, a empresa conquista uma vantagem competitiva em seu mercado.

    Além disso, a integração com fornecedores e parceiros aumenta as chances de fechar negócios, formando uma cadeia de valor.

    Quer saber quais são as melhores práticas em gestão logística da atualidade? Confira agora nosso Guia da Terceirização Logística, um material gratuito que reúne os processos de maior sucesso em redução de custos e aumento da eficiência das transportadoras terceirizadas. 

    Índice

      Artigos relacionados

      O que é WMS: veja como o sistema é útil para transportadoras
      Gestão de Transporte

      O que é WMS: veja como o sistema é útil para transportadoras

      Ler conteúdo
      Aplicativos online para transportadoras estão revolucionando o mercado
      Gestão de Transporte

      Aplicativos online para transportadoras estão revolucionando o mercado

      Ler conteúdo
      Gerenciamento de risco em transporte: entenda agora como fazer
      Gestão de Transporte

      Gerenciamento de risco em transporte: entenda agora como fazer

      Ler conteúdo
      Qual é a diferença entre redespacho, redespacho intermediário e subcontratação?
      CTe

      Qual é a diferença entre redespacho, redespacho intermediário e subcontratação?

      Ler conteúdo