Transportadora

O que é Tacógrafo e quando ele é obrigatório no transporte de cargas

8 minutos de leitura
O que é Tacógrafo e quando ele é obrigatório no transporte de cargas
Daniel Brasil
Escrito por:
Atualizado em 25 de novembro de 2021

Índice

    Uma das exigências da legislação brasileira sobre quem transporta cargas no Brasil é a utilização de um equipamento chamado tacógrafo. 

    Saiba tudo o que você precisa fazer para regularizar seus veículos e utilizar esse equipamento, evitando assim dores de cabeça e penalizações.

    O que é Tacógrafo

    O tacógrafo é um equipamento que registra a velocidade e a distância percorrida por um veículo em relação ao tempo. 

    Além disso, ele também pode indicar outros parâmetros da viagem, como quantas horas o motorista trabalhou, o tempo gasto nas paradas e a velocidade média do veículo.

    O aparelho é instalado no interior do veículo e registra todas essas informações de maneira individualizada, para consulta posterior.

    exemplo de tacógrafo
    Exemplo de tacógrafo. Fonte: Fetransul

    Para que serve o Tacógrafo

    O Tacógrafo foi criado no século XIX pelo alemão Max Maria von Weber, com o nome de cronotacógrafo. 

    O equipamento era inicialmente utilizado em trens, mas hoje é um dos aparelhos mais usados no mundo inteiro para controle e fiscalização de veículos de diversos modais e portes.

    Isso aconteceu porque ele ajuda a inibir os excessos de velocidade, uma vez que registra a velocidade do veículo, e assim possibilita comprovar quando ele ultrapassa o limite estabelecido por lei, mesmo muito tempo após o ocorrido.

    Qual veículo precisa de tacógrafo?

    No Brasil, a utilização do tacógrafo é definida pela Resolução Nº 14/1998

    Segundo a lei, os seguintes veículos devem ter o equipamento instalado ao circular em vias públicas brasileiras:

    • Veículos de transporte e condução de escolares; 
    • Veículos de transporte de passageiros com mais de dez lugares;
    • Veículos de carga com capacidade máxima de tração superior a 19t;
    • Veículos de carga com peso bruto total superior a 4.536 kg, quando produzidos a partir de 1º de janeiro de 1999.

    >> Entenda também como dimensionar sua frota de veículos e obter o máximo rendimento.

    Como funciona o tacógrafo

    O tacógrafo tradicional possui um funcionamento simples. O aparelho é uma pequena caixa plástica com uma série de discos de papel dentro, conhecidos como disco diagrama.

    São nesses papéis especiais, do tamanho de um CD, que as informações sobre o transporte são registradas, incluindo velocidade, distância percorrida e tempo.

    Um cabo conecta o aparelho à saída do câmbio, e sua tecnologia faz com que agulhas pressionem o papel para registrar nele as informações da viagem.

    As informações são registradas por todo o disco conforme mostra a imagem a seguir:

    disco-tacógrafo
    Disco de Tacógrafo e as informações que registra. Fonte: Vida do estradeiro

    Quais são os tipos de tacógrafos

    Além do tacógrafo tradicional, 100% analógico, existem o tacógrafo eletrônico e o digital.

    • No tacógrafo eletrônico, são usados sinais eletrônicos para registrar as informações da viagem nos discos diagramas, o que torna o aparelho um pouco menor.
    • Já o modelo digital registra as informações em um papel semelhante a um cupom fiscal, imprimindo tudo quando solicitado.

    O tipo de tacógrafo digital é considerado o mais seguro atualmente. Além disso, ele permite registrar mais informações do que os modelos eletrônicos e analógicos. Porém, por ser um modelo mais caro, acaba sendo menos comum.

    tacógrafo digital
    Exemplo de tacógrafo digital. Fonte: Americanas

    Como funciona o tacógrafo de 7 dias

    O disco de tacógrafo analógico pode ter a duração de um dia (24h) ou de sete dias.

    No caso do disco de tacógrafo diário, é preciso realizar a troca do diagrama todos os dias. Caso contrário, as informações serão sobrescritas, inutilizando o disco.

    Já o tacógrafo de 7 dias funciona por 7 dias diretos, sem exigir que os diagramas sejam trocados a cada dia. 

    Desse modo, ele pode ser uma solução mais prática para quem conduz o veículo, uma vez que diminui as chances de esquecimento.

    >> Saiba quais são os erros mais comuns na gestão de frotas.

    Como funciona o tacógrafo do caminhão

    O tacógrafo do caminhão é de uso obrigatório, sendo regulamentado e fiscalizado pelo Inmetro. 

    Alguns modelos das linhas pesada e semipesada já vêm com o aparelho original de fábrica. Caso contrário, é necessário selecionar um dos modelos existentes e solicitar sua instalação nos postos credenciados para este fim.

    Os profissionais dos postos credenciados explicarão as particularidades de cada modelo disponível.

    É importante saber que o tacógrafo possui um certificado com prazo de validade e que deve ser reavaliado e substituído quando necessário.

    tacógrafo de caminhão
    Exemplo de tacógrafo de caminhão. Fonte: Caminhões e Carretas

    Tacógrafo Certificado

    Um cuidado que o dono do veículo deve ter em relação ao tacógrafo é consultar se o modelo utilizado é certificado pelo Inmetro.

    A lista de aparelhos certificados está abaixo, e você pode consultar todos os detalhes dos modelos clicando aqui.

    • Actia
    • Continental
    • Fip
    • Ful Mar
    • Motometer
    • Vdo
    • Veeder Root
    • Seva
    • Stoneridge Eletronics Veeder-root

    Consultar tacógrafo

    Para saber se seu aparelho está nas regras exigidas pelo governo, é possível fazer uma consulta online.

    A consulta do tacógrafo é feita durante as fiscalizações, quando as autoridades conferem a existência do certificado de verificação.

    Mas você também pode fazer a consulta previamente e evitar penalidades. Para isso, é possível utilizar o site do Inmetro ou um aplicativo.

    Site do Inmetro – Tacógrafos Certificados

    Acessando o site do Inmetro, é possível consultar se o tacógrafo instalado em seu veículo está em situação regular ou irregular.

    Para isso, basta informar a placa do veículo e visualizar a resposta do sistema. 

    Você pode consultar a data de emissão do certificado do tacógrafo, além de sua data de validade e se o certificado está ativo ou inativo.

    Aplicativo CertCrono Inmetro – Certificado de Cronotacógrafo 

    O CertCrono é um aplicativo para smartphone oferecido pelo Inmetro para consultar os certificados de verificação dos tacógrafos.

    Seu uso é livre e gratuito para qualquer cidadão poder consultar a validade do certificado de seu tacógrafo.

    Do mesmo modo que feito no site, basta informar a placa do veículo e consultar sua situação, além da data de validade do certificado.

    aplicativo CertCrono
    Tela do app CertCrono. Fonte: Divulgação

    Aferição de tacógrafo

    A aferição do tacógrafo é um processo obrigatório para os veículos que possuem o aparelho instalado, segundo a Resolução Nº 87/99 do CONTRAN.

    Para aferir o equipamento, é necessário levar o veículo até um posto credenciado pelo Inmetro, onde são realizados ensaios e testes no aparelho.

    O processo avalia se o aparelho está registrando corretamente seus indicadores, como velocidade e distância percorrida. Para isso, são realizados a selagem, o ensaio e a emissão do resultado.

    Se aprovado, o aparelho recebe uma licença de aferição de cronotacógrafo, válida por dois anos.

    Qual o valor de um tacógrafo

    Os valores dos tacógrafos variam bastante conforme o modelo. 

    Os preços vão de R$ 100 até R$ 1.500, em média, variando conforme a tecnologia e o tipo de veículo em que pode ser instalado.

    Lembrando que alguns caminhões vêm com o aparelho instalado de fábrica, o que dispensa uma nova compra.

    >> O que é melhor para sua empresa: frota própria ou terceirizada? 

    Você pode ser multado pelo tacógrafo?

    Segundo o Art. 230 do Código de Trânsito Brasileiro, conduzir um veículo com um equipamento obrigatório em desacordo com o estabelecido pelo CONTRAN é uma infração  grave.

    As penas são uma multa, no valor de R$ 195,23, e a retenção do veículo para regularização.

    A regra vale tanto para veículos que não apresentem o equipamento, nos casos em que é obrigatório, quanto para os que apresentem o equipamento em más condições de uso, seja vencido, danificado ou adulterado.

    Saiba mais sobre multas pelo tacógrafo no vídeo abaixo:

    Importância do tacógrafo na gestão de frotas

    Ao registrar a velocidade do veículo, a distância percorrida, além do tempo que o motorista trabalhou e as paradas em cada viagem, o tacógrafo pode ser um grande aliado na gestão do transporte.

    Mais segurança no trânsito

    Talvez o ponto mais importante seja sua relação com os acidentes de trânsito, quando o tacógrafo é utilizado para comprovar a velocidade do veículo envolvidos em acidentes, ajudando a identificar imprudências cometidas pelo motorista.

    Desse modo, sua empresa evita multas, reduz as chances de acidentes e garante a segurança das cargas.

    Economia de combustível

    Outro ponto positivo para o tacógrafo é sua função na otimização do consumo de combustível do veículo.

    Com a vigilância do aparelho, o motorista evita trafegar a altas velocidades, que aumentam o consumo de combustível, além de colocar em risco a segurança na estrada.

    Maior Rentabilidade nas Operações

    Com o tacógrafo, a empresa consegue avaliar a rentabilidade de cada rota, cada veículo e cada motorista.

    Isso porque suas informações levantam a eficiência de cada fato mensurado, ajudando o gestor de transporte a tomar decisões mais assertivas, embasadas em dados.

    Quer saber mais sobre como gerenciar sua frota de uma maneira ultra-eficiente? Baixe grátis nosso infográfico com os 7 Passos Para Uma Gestão De Frotas Eficiente e descubra como maximizar o desempenho de seus veículos.