CTeDocumentos FiscaisTransportadora

CTRC é passado: saiba como emitir o CTe em 2020

4 minutos de leitura
CTRC é passado: saiba como emitir o CTe em 2020
Danieli Albuquerque
Escrito por:
Atualizado em 24 de março de 2021

Índice

    O sistema CTRC (Conhecimento de Transporte Rodoviário de Cargas) era o documento oficial impresso para acompanhar o transporte de cargas, desde a origem até o destino da mercadoria.

    Para cada modal, seja ele rodoviário, aéreo, aquaviário, ferroviário ou dutoviário, existia um documento equivalente ao CTRC. Porém, em 2012, o sistema CTRC foi descontinuado.

    Leia neste artigo sobre o CTe (Conhecimento de Transporte eletrônico), o documento fiscal que substituiu o CTRC, para entender suas vantagens no dia a dia da sua transportadora e como você pode emiti-lo.

    Por que o CTe substituiu o CTRC?

    O Conhecimento de Transporte Eletrônico é um documento fiscal que existe na esfera digital, diferentemente do CTRC. Seu objetivo é registrar os itens das mercadorias transportadas por uma empresa de transporte, para qualquer modal (rodoviário, aéreo, aquaviário, ferroviário e dutoviário).

    Abrangendo o transporte de mercadorias em âmbito intermunicipal e interestadual, o CTe trouxe modernização para a área de documentos fiscais, o que facilita o compartilhamento de informações e o acompanhamento de operações comerciais.

    DACTe: versão impressa do CTe

    Por ser um documento de existência 100% digital, o CTe possui uma versão impressa que deve acompanhar o transporte da mercadoria durante todo o seu trajeto: o DACTe – Documento Auxiliar do Conhecimento do Transporte eletrônico.

    Como falamos, portar o DACTe durante todo o trajeto é obrigatório e a falta desse documento impresso durante o transporte da carga gera uma multa estimada em R$550,00.

    Quais documentos o CTe substitui?

    Além do próprio sistema CTRC, o CTe substitui mais seis documentos fiscais, como podemos conferir abaixo.

    • Conhecimento de Transporte Rodoviário de Cargas, modelo 8.
    • Conhecimento de Transporte Aquaviário de Cargas, modelo 9.
    • Conhecimento Aéreo, modelo 10.
    • Conhecimento de Transporte Ferroviário de Cargas, modelo 11.
    • Nota Fiscal de Serviço de Transporte Ferroviário de Cargas, modelo 27.
    • Nota Fiscal de Serviço de Transporte, modelo 7, quando utilizada em transporte de cargas.

    Vantagens do CTe sobre o sistema CTRC

    Uma das principais vantagens para as transportadoras está na redução dos custos para impressão dos documentos fiscais, já que o CTe é apenas digital.

    Além disso, é possível contar com a diminuição do volume de documentos armazenados para apresentação ao fisco sempre que necessário e/ou solicitado.

    Diferentemente de como era feito com o sistema CTRC, você pode armazenar todos os documentos de CTe em sistemas na nuvem para acessar quando e onde quiser. Com isso, você otimiza a logística de armazenagem dos documentos fiscais que deixarão de ocupar pastas em armários.

    Outra grande vantagem do uso do CTe sobre o sistema CTRC para as empresas de serviço de transporte de cargas é a possibilidade de padronizar o compartilhamento de dados. Fazendo isso de forma eletrônica, torna mais rápido e facilita o intercâmbio de informações entre as empresas.

    Escolhendo um sistema CTe

    Desde janeiro de 2017, a Sefaz encerrou o programa de emissão gratuita do CTe. Logo, a empresa de transporte precisa contar com uma plataforma digital que realize essa operação.

    E apesar de tantas opções no mercado, você precisa escolher bem qual sistema CTe contratar. Isso porque ele precisa atender às necessidades da sua transportadora (como o número de emissões permitido ao mês, por exemplo) e ser um sistema ágil para não atrapalhar as operações.

    Listamos abaixo 7 coisas que você deve evitar em um sistema de emissão de CTe. Confira.

    • Plataforma lenta para emissão do CTe – pode gerar atrasos no transporte da mercadoria.
    • Preenchimento manual de taxas – sistemas mais modernos preenchem automaticamente alguns campos de taxas, como o ICMS, por exemplo. Se digitadas incorretamente, podem gerar erros no documento fiscal.
    • Sistema com acesso em apenas uma máquina – isso impede o usuário de acessar o sistema de qualquer lugar e em qualquer horário.
    • Armazenamento de dados no computador – trabalhar com um sistema que armazena todos os dados apenas no computador pode ser um grande erro. Se ocorre algum problema no computador, você pode perder tudo.
    • Número de usuários limitado – para a transportadora que possui mais de uma unidade ou filial, é um grande problema quando poucos usuários podem acessar o sistema ao mesmo tempo.
    • Falta de suporte 24 horas – dúvidas e dificuldades durante a utilização do sistema CTe podem ser bastante comuns e ocorrer em qualquer horário, inclusive à noite ou de madrugada. Logo, de nada adianta um suporte que atenda apenas em horário comercial.

    Hivecloud CTe

    Agora que você já sabe o que evitar em um sistema emissor de Conhecimento de Transporte, queremos te apresentar o Hivecloud CTe, uma ferramenta que tem ajudado transportadoras de todo Brasil a emitirem esse importante documento fiscal.

    O Hivecloud CTe ajuda sua transportadora a ter uma atividade operacional muito mais rápida. Com o CTe sendo emitido em segundos, seus veículos são liberados rapidamente para fazer o transporte.

    Esse procedimento se torna ainda mais ágil quando o sistema da Hivecloud preenche automaticamente os campos de taxas como ICMS e CFOP, além de dados sobre os veículos e motoristas. Com isso, erros de digitação são evitados no dia a dia.

    Outro grande benefício que o Hivecloud CTe proporciona às transportadoras é a possibilidade acessar o sistema de qualquer lugar. Ou seja, tudo o que você precisa para emitir seu CTe é de internet e qualquer computador. Todos os dados são armazenados na nuvem e com número ilimitado de usuários para acessar a plataforma.

    Quer conhecer de perto o sistema de emissão de CTe da Hivecloud? Realize então um teste gratuito para conhecer essa ferramenta e tire qualquer dúvida com o nosso suporte 24 horas.

    experimente Hivecloud CTe

    Índice

      Artigos relacionados

      O que é WMS: veja como o sistema é útil para transportadoras
      Gestão de Transporte

      O que é WMS: veja como o sistema é útil para transportadoras

      Ler conteúdo
      Cobranças Indevidas nos Transportes? Saiba como a Auditoria de Frete pode ajudar!
      Distribuidora

      Cobranças Indevidas nos Transportes? Saiba como a Auditoria de Frete pode ajudar!

      Ler conteúdo
      Você está atualizado com as obrigatoriedades do MDFe?
      Documentos Fiscais

      Você está atualizado com as obrigatoriedades do MDFe?

      Ler conteúdo
      Como lidar com o ICMS no transporte de cargas
      Documentos Fiscais

      Como lidar com o ICMS no transporte de cargas

      Ler conteúdo