LogísticaTransportadora

5 dicas para melhorar suas operações de transporte de carga na Black Friday

9 minutos de leitura
5 dicas para melhorar suas operações de transporte de carga na Black Friday
Daniel Brasil
Escrito por:
Atualizado em 8 de agosto de 2022

Índice

    A Black Friday, que no ano de 2021 acontece no dia 26 de novembro, é uma das épocas mais importantes do ano para o comércio. O mercado global costuma superaquecer devido ao apelo “queima de estoque” que ocorre na compra e venda de produtos dos mais variados segmentos.

    Nesse sentido, os fornecedores envolvidos na operação e manuseio dos produtos comercializados também acabam sendo impactados. Isso inclui toda a área logística e as transportadoras que ficam responsáveis por fazer o transporte de cargas, assim como empresas que transportam carga própria.

    Afinal, com o aumento considerável dos e-commerces (comércio online) nos últimos anos e as transformações relacionadas ao comportamento do consumidor, que está a cada dia mais digital, a internet se tornou um dos principais meios para aquisição de bens. Além disso, com condições de compra que tendem a ser mais atrativas do que o que estamos habituados a encontrar nas lojas físicas. 

    É por esse motivo que sua frota de veículos precisa estar totalmente preparada neste mês de novembro até a Black Friday. Para isso, reunimos dicas que vão otimizar as suas operações de transporte e ajudar a evitar diversos problemas com frete.

    Portanto, acompanhe este artigo até o final e veja como melhorar o desempenho das suas operações nesse período!

    Transporte de cargas na Black Friday: por que preparar sua empresa?

    Existe uma série de fatores que fazem com que a sua transportadora ou frota precise estar preparada para a Black Friday. Por isso, vamos contextualizar as principais informações que você precisa conhecer sobre o cenário econômico em que ela está inserida.

    Para começar, você deve saber que o modal rodoviário representa 75% do escoamento das mercadorias produzidas em território nacional, superando outros tipos de transporte, como o aéreo, ferroviário e marítimo.

    E embora o início da pandemia de Covid-19 tenha afetado o transporte de cargas, uma vez que diminuiu em 8% os fretes durante os 6 primeiros meses de 2020, em julho desse mesmo ano aconteceu uma retomada de fôlego. Isso transformou essa atividade logística em uma das que mais movimentam a economia e sustentam o país até hoje.

    O que o setor de transporte deve esperar da Black Friday em 2021?

    Segundo o Estudo da Méliuz, 71% dos brasileiros se mostraram dispostos a realizar compras durante a Black Friday de 2021. Estima-se ainda que, apenas no e-commerce, o faturamento ficará em torno de R$5,1 bilhões.

    Vale ressaltar também que, principalmente durante a pandemia, o levantamento da Criteo mostrou que o aumento de vendas eletrônicas no Brasil em 2020 foi expressivo: cresceu cerca de 600%.

    Por causa disso, a probabilidade de 2021 ser um período proveitoso para as empresas de transporte gerarem receita é altíssimo. Agora entende porque você precisa se preparar?

    Então, vamos às dicas!

    5 dicas para otimizar suas operações de transporte de cargas na Black Friday 2021

    1. Facilite a cotação de frete com sua transportadora

    gestor de transportadora usando tabela de frete

    Se você gerencia uma transportadora, sem uma sombra de dúvidas esta é uma etapa da operação de transporte que você deve dar atenção ao longo do ano inteiro, mas em especial, na Black Friday.

    Isso porque milhares de comércios e demais empresas, nesse período, procuram mais de uma empresa que faça o serviço de transporte, o que significa aumento no número cotações.

    Por isso é essencial não perder a agilidade no atendimento aos possíveis clientes que entram em contato para obter informações sobre o preço dos fretes.

    Então como primeira dica: deixar a sua tabela de frete atualizada ou começar a usar uma vai ajudar bastante.

    Uma ferramenta que pode ajudar você nessa função é uma planilha de tabela de frete pronta, que deve possuir pré-configurações com base nas principais taxas de transporte, como as taxas de pedágio, ICMS, GRIS e Ad Valorem.

    Com ela, você foge dos cálculos de cabeça e isso garante a entrega de um preço de frete compatível com seus custos e justo para o cliente.

    Os valores das taxas são calculados de acordo com:

    • Quilometragem rodada;
    • Peso e volume da carga;
    • Tipo de veículo do transporte.

    Para te ajudar nessa atividade, disponibilizamos nosso modelo de tabela de frete para você fazer o cálculo rápido conforme as necessidades dos pedidos de cotação, de maneira que você entrega o valor justo aos seus clientes com as principais taxas de transporte.

    2. Faça um checkup da sua frota

    mecânico fazendo manutenção preventiva para black friday

    Muitas transportadoras enfrentam problemas técnicos durante a entrega de suas mercadorias, o que resulta em baixas para a empresa. Apesar de ser comum nesse meio, existem incidentes que poderiam ser evitados.

    Se você deseja melhorar o seu serviço e evitar atrasos devido a acidentes e falhas nos veículos, incluindo os novos custos como mais diárias para o motorista ou para o armazém, além da necessidade de replanejar a operação, é indispensável fazer o checkup da frota como parte do processo de manutenção preventiva.

    Esse tipo de manutenção é essencial para manter todos os componentes da frota funcionando corretamente e os prazos em dia. Além disso, também sai muito mais em conta realizá-la no lugar de ter que arcar com a manutenção para correção dos problemas da frota, chamada manutenção corretiva.

    Ainda existe uma terceira, a preditiva. E para você conseguir diferenciar os tipos de manutenção, separamos abaixo uma breve explicação sobre cada uma delas.

    • Manutenção preventiva: como o nome sugere, atua na prevenção de eventuais falhas e, por esse motivo, acaba sendo muito mais vantajosa do ponto de vista econômico.
    • Manutenção preditiva: é feita periodicamente para acompanhar os dados dos veículos, inspecionando e averiguando as condições em que eles se encontram. 
    • Manutenção corretiva: é realizada quando alguma peça ou componente do transporte apresenta irregularidade, ou seja, mau funcionamento. Isso demanda a sua substituição e pode sair bem mais caro.

    A partir desse checkup, temos certeza que a sua empresa vai evitar dores de cabeça desnecessárias e estar preparada para a Black Friday.     

    3. Gerencie o consumo de combustível

    profissional enchendo tanque com diesel no caminhão

    Não é novidade que o preço do combustível está sofrendo severas alterações e aumentos ao longo desse ano, o que impacta significativamente nos serviços de transporte.

    Os cálculos realizados pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), mostram que, de janeiro até novembro de 2021, encher o tanque de um carro de passeio com 50 litros ficou R$87,00 mais caro, um aumento médio de 38% se comparado ao início do ano.

    Consegue imaginar o impacto desse valor multiplicado aos modelos de veículos mais pesados, como os que fazem o transporte das cargas?

    O preço do litro, conforme informações da Petrobrás, é composto com base nos seguintes elementos:

    • Valor pago a Petrobrás;
    • ICMS;
    • Preço do etanol misturado à gasolina;
    • Tributos federais;
    • Distribuição e revenda.

    Com isso, entender como gerenciar o consumo de combustível durante as entregas vai poupar a sua empresa de ter desperdícios, reduzindo ainda custos com transporte.

    Uma forma de otimizar essas despesas seria o setor de transporte da sua empresa adotar a roteirização de entregas,  solução que ajuda a definir a melhor rota de uma viagem, fazendo o planejamento diário das operações de transporte e da distribuição de mercadorias seguindo diversos fatores.

    Entre as vantagens de utilizar o roteirizador, é possível listar:

    • Economia de tempo e dinheiro;
    • Determinação do horário correto da entrega e aumento da segurança para realizá-la; 
    • Aumento da produtividade dos colaboradores e agilidade nos redespachos e subcontratações;
    • Maior satisfação do cliente.

    Acredita que a sua empresa precisa roteirizar as viagens que realiza? Utilize a ferramenta ideal e ganhe todos os benefícios destacados acima.

    4. Disponibilize informações sobre as entregas

    tela de um sistema de monitoramento

    Para oferecer ao cliente previsibilidade sobre a mercadoria que ele comprou, a dica de ouro é utilizar um sistema para monitorar em tempo real as entregas.

    Em linhas gerais, os softwares de monitoramento de frota e rasteamento permitem entregar informações precisas sobre os veículos e mercadorias a todos os envolvidos no transporte.

    Isso ajuda a aumentar a satisfação dos clientes e até mesmo controlar a ansiedade do cliente final que espera receber o produto, já que o tempo de entrega e o cumprimento dos prazos são alguns dos diferenciais mais valorizados por eles.

    Outros pontos de destaque dos sistemas de monitoramento e rastreamento são que eles oferecem uma visão prática e ágil de como estão sendo feitas as entregas. Também informam de forma detalhada todos os componentes que envolvem o trajeto do veículo: pausas, retornos, rotas e outros.

    5. Evite irregularidades fiscais

    caminhão sendo parado por irregularidade fiscal

    Atenção! É extremamente importante cumprir a legislação da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e SEFAZ (Secretaria da Fazenda) antes, durante e após o frete. Dessa forma, você evita multas e apreensão de cargas que vão gerar prejuízos não só para a transportadora e para o contratante do serviço, mas também para quem está na ponta, ou seja, o seu cliente final.

    Dessa maneira, é preciso saber:

    • Como gerar CIOT, se for contratar transportador autônomo;
    • Como contratar o seguro de carga obrigatório para o transportador (RNTRC-C);
    • Como gerar CTe e MDFe, documentos obrigatórios para as transportadoras e demais empresas emitentes de Manifesto e que não devem ser negligenciados.

    Para gerar o CIOT, que é o Código Identificador da Operação de Transporte, as empresas (transportadoras ou carga própria) podem se cadastrar em uma Instituição de Pagamento de Frete Eletrônico (IPEF) autorizada pela ANTT.

    Porém, no caso das transportadoras, também existe a alternativa de fazer com muito mais praticidade. Isso acontece através de sistemas de gestão TMS (Sistema de Gerenciamento de Transporte) que possuem integração com IPEFs.

    Quanto à contratação do RNTRC-C, pode ser feita online no site oficial da ANTT.

    Já no caso dos documentos CTe e MDFe, os emissores gratuitos fornecidos pela Sefaz foram descontinuados, Logo, a empresa precisa contratar plataformas digitais que emitam ambos ou separadamente.  

    Obtendo uma gestão centralizada de documentos e obrigações fiscais de transporte

    Se você tem uma transportadora e está preocupado em ter que se ambientar com vários softwares e plataformas diferentes para gerenciar os seus documentos fiscais, fique tranquilo! Assim como o CIOT pode ser gerado por um sistema TMS, o mesmo é válido tanto para a contratação do RNTRC-C, CTe e MDFe.

    Para emitir seus documentos fiscais de forma ágil e evitar prejuízos devido à fiscalização, você pode contar com o TMS da Hivecloud, que possibilita a geração desses comprovantes e permite mais produtividade em suas operações de transporte durante a Black Friday e em qualquer outro período do ano.

    Colocando essas dicas em prática, o setor de transporte da sua empresa estará 100% preparado para este período e vai faturar muito mais. Aproveite!